Tudo sobre o dízimo

Dízimo

Adicionar aos Favoritos

segunda-feira, 30 de maio de 2011



INTRODUÇÃO GERAL


OS DÍZIMOS ANTES DA LEI

O DÍZIMO DE ABRAÃO – Abraão deu o dízimo dos despojos da guerra ao Rei Melquisedeque.

O DÍZIMO DE JACÓ – Jacó fez um voto ao Senhor, prometendo dizimar tudo quanto ganhasse, se em sua jornada fosse por Ele protegido e abençoado.

Hoje não se pode tomar como exemplo os dízimos de Abraão e Jacó, como fundamento para implantá-los como regra geral de doutrina na igreja, com o propósito de receber bênçãos e salvação. Veremos com detalhes neste estudo que ambos acontecimentos não são ensinados de acordo com o que constam na Palavra.

O DÍZIMO PELA LEI

O pagamento do dízimo, como veremos, foi ordenado pela lei do Antigo Testamento, e tinha caráter de caridade, pois a sua principal finalidade era suprir as necessidades dos Levitas que não tinham parte nem herança na terra prometida, e também dos estrangeiros, órfãos e viúvas.

Hoje é empregado para outros fins, diversos, daquele que o Senhor ordenou.

Mas, ainda que revertessem todo tributo dos dízimos em obras sociais, ainda não estavam em conformidade com a palavra do Senhor, pois além do dízimo ter sido abolido (Hebreus 7.5-12), a caridade ou amor ao próximo, é algo muito profundo, é individual e intransferível, é uma obra entre você, o próximo e o Senhor teu Deus.

O DÍZIMO NO EVANGELHO DE CRISTO

Por que persistem em pregar e manter as ordenanças da lei, as quais foram por Cristo, abolidas?
Veremos através deste estudo, que pregar a velha aliança é exumar uma lei sucumbida e mutilar o Evangelho de Cristo, sobrecarregando as ovelhas do pesado fardo que Cristo levou sobre si.

No Evangelho de Cristo Ele nos ensina fazer caridade, nos ensina a orar, a jejuar (Mateus 6.1 a 18), e uma infinidade de outros ensinamentos, porém nas duas únicas vezes que Ele referiu-se aos dízimos, foi com censura.

Vejamos:

Mateus 23.23 – Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas e não omitir aquelas.  

Alguém poderá considerar que Jesus ordenou que se dizimássemos, porque Ele disse:
Deveis fazer estas coisas. Vamos buscar o entendimento espiritual na palavra do Mestre:
Jesus era um judeu, nascido sob a lei (Gálatas 4.4). Portanto, viveu Jesus na tutela da lei de Moisés, reconhecendo-a, e disse dessa forma, pela responsabilidade de cumprir a lei.

Vejamos:
Mateus 5.17,18: Disse Jesus: Não cuideis que vim abolir a lei e os profetas, mas vim para cumpri-la, e, nem um jota ou til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
E verdadeiramente Ele cumpriu a lei. Foi circuncidado aos oito dias, foi apresentado na sinagoga (Lucas 2. 21-24), assumiu o seu sacerdócio aos trinta anos (Lucas 3.23, Números 4.43, 47), curou o leproso e depois o mandou apresentar ao Sacerdote a oferta que Moisés ordenou (Mateus 8.4, Levíticos 14.1…), e cumpriu outras formalidades cerimoniais da lei.

Porém, quando Cristo rendeu o seu espírito a Deus (Mateus 27.50,51), o véu do templo rasgou-se de alto a baixo, então passamos a viver pela graça do Senhor Jesus, encerrando-se ali, toda ordenança da lei de Moisés, sendo introduzido o Novo Testamento, o Evangelho da Graça, para salvação dos que creem no Senhor Jesus Cristo.

O que precisamos entender uma vez por todas, que Cristo não veio a ensinar os Judeus a viverem bem a Velha Aliança, Ele disse: Um novo mandamento vos dou (João 13.34) e, se a justiça provem da lei, segue-se que Cristo morreu em vão (Gálatas 2.21). 

Em Mateus 5.20 disse Jesus: Se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos céus. 

Observem que o Senhor Jesus Cristo mandou justamente os escribas e fariseus (os quais o Senhor sempre os tratava por hipócritas, falsos) que cumprissem a lei de Moisés, lei que ordenava o dízimo. Nós porém, para herdarmos o reino dos céus, não podemos de forma alguma voltar no ritual da lei Mosaica como faziam os escribas e fariseus, com hipocrisia, mas precisamos exceder essa lei, a qual foi por Cristo abolida. O amor, a graça e a paz do Senhor Jesus excede a lei de Moisés e todo entendimento humano.

A Segunda vez que o Senhor Jesus referiu-se ao dízimo, foi na Parábola do Fariseu e do Publicano (Lucas 18.9 a 14) e outra vez censurou os dizimistas. Tomou como exemplo um homem religioso, que jejuava duas vezes por semana e dizia ser dizimista fiel, porém, exaltava a si mesmo e humilhava um pecador que suplicava a misericórdia do Senhor. 

Nesta narrativa alegórica, o Senhor Jesus Cristo exemplificou que no Evangelho da Graça, não há galardão para os dizimistas fieis, ao contrário, Jesus sempre os censurou.

A ABOLIÇÃO DOS DÍZIMOS 

Hebreus 7.5: E os que dentre os filhos de Levi receberam o sacerdócio tem ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão. 

Observe, a palavra afirma que Moisés deu uma lei ao seu povo, a qual é direcionada aos filhos de Levi, especificamente aos que receberam sacerdócio para trabalhar nas tendas das congregações, os quais têm ordem segundo a lei de receber os dízimos dos seus irmãos. 

Agora note o relato do versículo 11:

Hebreus 7.11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se a Jesus Cristo) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo).

Hebreus 7.12: Porque mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança na lei.

Meditando no texto acima, especificamente nestes versículos, onde a palavra do Senhor assegura que os sacerdotes Levíticos recebiam os dízimos segundo a lei (Hebreus 7.5), Porque através deles (sacerdotes Levíticos) o povo recebeu a lei (Hebreus 7.11) e mudando se o sacerdócio, necessariamente se faz também, mudança na lei (Hebreus 7.12), porque se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (pelo qual o povo recebeu a lei), qual a necessidade do Senhor enviar outro Sacerdote? 

A palavra não deixa sombra de dúvida que não só o dízimo, mas toda a lei de Moisés foi por Cristo abolida. Mudou o Sacerdócio, necessariamente se faz mudança na Lei.

Se hoje, usarmos essa lei que fora direcionada especificamente aos filhos de Levi, aos que receberam o sacerdócio do Senhor Deus e aplicada ao povo, ela torna-se ilegítima, porque os “pastores” de hoje não são sacerdotes levitas, e Jesus afirmou que a lei e os profetas duraram até João (Lucas 16.16), e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz mudança na lei (Hebreus 7.12).

Portanto, apenas esses três versículos (5,11,12) do capítulo 7 da carta aos Hebreus, seria suficiente para entendermos a abolição de toda lei, e não falarmos mais em obras mortas como dízimo na era da Graça do Senhor Jesus.

AQUI TOMAM DÍZIMOS HOMENS QUE MORREM

A nossa maior preocupação em relação aos pregadores que tomam o dízimo dos fieis, vem incidir sobre o versículo 8 do Capítulo 7 da Carta aos Hebreus, observem o porquê:

Hebreus 7.8: Aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive.

Toda cautela no que diz a palavra: Aqui tomam dízimos homens que morrem, ali aquele que se testifica que vive (alusão ao Rei Melquisedeque).

No Evangelho de Mateus 22.32, disse Jesus que Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos. O Senhor Jesus Cristo afirma que Deus, é Deus dos vivos e não é Deus dos mortos, e a palavra diz que aqui tomam dízimo homens que morrem, no que está legitimado no Evangelho de João 11.26, onde disse Jesus: Todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Essa afirmativa do Senhor é mais uma evidência que nos faz entender que, os que tomam o dízimo não crêem em Jesus, porque a palavra está dizendo que morrem os que assim procedem, tomando o dízimo do povo, voltam a viver as ordenanças da lei de Moisés que fora por Cristo abolida.

Diante da Palavra de Deus, até onde recebemos entendimento, dar e receber dízimo é obra morta, ou seja, obra da justiça da Lei do Velho Testamento.
Pois a palavra afirma que nenhuma alma será justificada diante d’Ele pelas obras da lei (Romanos 3.20,28 – Gálatas 2.16).

Veja neste estudo que:
No Evangelho de Cristo, não há ordenança para se tomar o dízimo ou para se cumprir qualquer outro rito da lei. Jesus nos deu um Novo Mandamento, mandou pregar o seu Evangelho, ordenou amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, isto é, com caridade, e não estipulou percentual ou limite. 

Em Mateus 10.42 o Senhor mandou dar pelo menos um copo de água fria. Para o mancebo rico Ele mandou vender tudo e dar aos pobres (Mateus 19.21); e quando Zaqueu lhe disse que daria até a metade de seus bens aos pobres, Ele não confirmou a necessidade desse procedimento (Lucas 19.8, 9), disse apenas: Zaqueu, hoje veio salvação a esta casa.

Muitos saem em defesa do dízimo afirmando: Mas o Dízimo é bíblico (Número 18.21 a 26).

Certamente, como também é bíblico: A circuncisão (Gênesis 17.23 a 27), o sacrifício de animais em holocausto (Levíticos Capítulos do 1 até 6.8-13), a santificação do sábado (Levíticos 23.3), o apedrejar adúlteros (Levíticos 20.10 e Deuteronômio 22.22), etc. É bíblico, mas pela ordenança da lei que Moisés introduziu ao povo.

Então porque hoje não cumprem a lei na sua totalidade, ao invés de optarem exclusivamente pelo dízimo.
O que também é bíblico, e o homem ainda não se conscientizou, é uma grande divisão existente na Palavra, separando a Velha Aliança do Novo Mandamento do Senhor Jesus; o qual testifica a doutrina para salvação (I Coríntios 15.1, 2). Porém hoje, qualquer esforço para voltar a lei de Moisés que Cristo desfez na cruz, é anular o sacrifício do cordeiro de Deus e reconstruir o muro por Ele derrubado (Efésios 2.13 a 15).

SUA MORTE, FOI O PREÇO PAGO PELA NOSSA SALVAÇÃO
Apocalipse 5.9: Porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de todas as tribos, e línguas, e povos, e nações.

Portanto irmãos, o preço pela nossa salvação, o Senhor Jesus Cristo já pagou o mais alto preço, com o seu sangue inocente na Cruz. O Senhor ainda alerta: Fostes comprados por bom preço, não vos façais servos de homens (I Coríntios 7.23).

O dízimo hoje é remanescente por razões óbvias: Primeiramente, pela contribuição dos que arcam com essa pesada carga tributária.

Outra presunção vem por parte dos que são beneficiados pelos dízimos, esses incorrem no erro pela ausência de entendimento espiritual da Palavra de Deus não diferenciando a lei de Moisés feita de ordenanças simbólicas e rituais, com a Graça e a Verdade do Senhor Jesus Cristo, ou mesmo consciente da abolição dessa prática, assumem o risco dolosamente na desobediência à Palavra do Senhor.

Porem, seja por uma ou por outra razão, o homem querendo ou não, aceitando ou não, o dízimo, como toda a lei cerimonial do Antigo Testamento, foi por Cristo abolida pela aspersão do seu sangue na cruz do Calvário: (Lucas 16.16, Romanos 10.4, Efésios 2.15, IICoríntios 3.14, Hebreus 7.12,18, 19).

Gálatas 5.14: Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amaras ao teu próximo com a ti mesmo. 

Leiam cada página deste estudo, meditem nos detalhes de cada tópico, tirem suas próprias conclusões sem contudo negligenciar a PALAVRA DA VERDADE.

Façam seus comentários!
Ajudem no que puderem, contem os seus relatos com as falsas “obras”, e o que mais acharem coerente dizer.

Os seus comentários serão preciosos para o crescimento desta obra, ajudando assim a libertar mais e mais pessoas das prisões psicológicas, espirituais e mentiras!



Eis aqui um estudo, para sua análise. Conto no início a história do TITANIC, aquele navio "insubmergível". (somente para sua reflexão)

Saberá também o que levou-me a registrar tudo isso. 

Procuro tirar toda a dúvida em relação ao dízimo e esclarecer o erro que cometemos dentro de nossas igrejas, ensinamentos que não estão em acordo com a Palavra de Deus, se não nos arrependermos a tempo, sofreremos as consequências do Juízo de Deus.

...e tudo seja para honra e glória do Senhor Jesus!


Se somos cristão, defenderemos o cristianismo; 
Se somos evangélicos, defendemos o Evangelho; 
Se somos protestante, então, devemos protestar;
Seguindo o exemplo de Paulo, que não foi omisso 
ao notar os desvios doutrinários de Pedro.



"Podemos saber quando estamos sendo influenciados pelo mundo. 
É quando nos encontramos nem quentes nem frios, apenas acomodados."


...Próxima página


30 comentários:

Pr Isaque disse...

Hoje, 5 dias após ter blogado este estudo, aqui estou eu, sendo o primeiro a comentar.
Entendo que por ser um estudo longo e consequentemente demorado, os leitores estão aguardando a conclusão do mesmo, para então comentar o assunto. Eu entendo.

Mas peço-lhes que não deixem de comentarem, é muito importante, independente de sua opinião. Ah quero lembra-los de algo muito importante que aprendi. Os contras, ou seja, a oposição, os críticos, que embora, em muitos momentos me entristeciam por eu não conseguir entende-los, foram os que mais me ajudaram. Foi por causa deles que me vi muitas vezes, debruçado na Palavra em buscar respostas convincentes.

Aqueles que foram a favor, embora me davam forças, fazendo sentir-me que não estava só, pouco me ajudaram nesse sentido.

Resolvi comentar hoje, porque enquanto orava nessa manhã, senti algo em meu coração, que resolvi compartilhar com meus amados irmãos em Cristo.

O foco deste estudo embora muitas vezes, pensei que fossem eles, os líderes, não são.

E vou explicar-lhes quem são:
São as forças espirituais do mal (mamom) agindo na mente desses. Tendo como mestre um homicida, manipulador da Palavra, ladrão da Verdade, destruidor de vidas.

E como essa força age em meios evangélicos, onde somos o templo do Espírito Santo?
Foi minha primeira pergunta.

Note a resposta:
Essa força espiritual do mal, que age no reino deste mundo, nas mentes de pessoas que fazem parte dos mais diversos setores, tem infiltrado suas intenções também naqueles que fazem parte do Reino de Deus e com os mesmos objetivos, pela nossa natureza carnal, que não estamos livres, embora, somos nascidos de novo.

Só seremos completamente libertos dessa natureza, quando o Noivo vier buscar a sua Noiva, no arrebatamento, quando então deixaremos este corpo corruptível com seus desejos e nos uniremos a Ele, num só Espírito.

Até aí não tinha conseguido entender ainda, como essa força do mal entra em nossa mente nos influenciando, a ponto de cegar-nos à Verdade.

Mas veio-me o entendimento quando foi me mostrado o caminho que abrimos para essa infiltração. O amor ao dinheiro, uns dos membros, dessa natureza carnal.

A raiz de tudo isso, está aí.

VAMOS LEVAR UM CLAMOR À DEUS, SOMENTE ELE TEM PODER SOBRE ESTA FORÇA!

Anônimo disse...

Caro irmão: À paz de Deus em nome de Jesus Cristo. amém
Gostei muito , parabéns por tudo, gostaria se você me permitir , fazer algum comentário.
À nova conversão do irmão foi fantástica, Deus no tempo certo chama seu povo.
Você falou bonito, eu quero falar em poucas palavras, à biblia são dois livros, o velho testamento e o novo testamento. Á lei e a graça.
Quando Jesus ensinou seus discípolos, ensinou á pregar o novo testamento, veja que hoje não adianta pregar o velho , pois Jesus cristo AB-rogou em hebreus 10.9 , não gosto quando na minha igreja le-se uma parte do velho testamento para exortar á palavra, está fora da doutrina de nosso senhor Jesus Cristo, eu pediria para o irmão observar com mais atenção que ainda Você não está fazendo á verdadeira doutrina de Jesus Cristo . No velho testamento, na lei de Deus Escrita por moisés, ninguèm estava sendo salvo, então Deus pela grande misericórdia com nossas almas enviou Jesus Cristo, perceba que o velho ficou para traz, mas os pregadores insiste em pregar o velho, está errado.
Gostei também da parábola do titânic, veja que quem construiu, estava presente junto com diversas personalidades da época, um mais rico outro mais pobre, outros ainda empregado trabalhando , até lavando banheiro, quando começou afundar , todos naquele momento tinham o mesmo valor, então meu irmão em cristo, preste atenção: você me falou no começo, que não sabia se era, pastor,diácono,etc.
você pela grande misericórdia de Deus é, servo de Deus.
Lá no cèu não há lugar para pastor, seja um servo.
Irmão em cristo, hoje uma igreja que queira pregar á verdadeira doutrina de Jesus Cristo, tem que observar soménte o novo testamento, tem muito ponto de doutrina que não está sendo aplicado, Jesus vai cobrar....
Deus , em nome de Jesus cristo , Abençoe você e sua família.
Nelson Sanches Doratioto

Anônimo disse...

OLÁ IRMÃO IZAQUE, GOSTARIA DE RECEBER O LIVRO SOBRE O IRMÃO RICO DA CIRCUNCISÃO.
ATÉ QUE EM FIM UMA VOZ BRADA EM PROL DAQUELES QUE VIVEM SOB O JUGO DE UMA LEI ARCAICA.
A TRES ANOS EU CONSEGUI MINHA ALFORRIA, NÃO AGUENTAVA MAIS TANTA MANIPULAÇÃO E ENGANAÇÃO,
EU ESTAVA MAIS PROXIMO QUE VOCE DOS BASTIDORES....NÃO LIGUE PARA QUE POSSAM DIZER DO LADO DE CÁ, VOCE É DE LONGE MUITO SUPERIOR A ELES.
NÃO SE DEIXE ENGANAR. ABANDONARAM A VERDADE A MUITO TEMPO.

jonatas vasconcelos soares

Pr. Isaque Pereira da Silva disse...

Obrigado irmãos pelo apoio, toda honra e glória seja ao Senhor Jesus Cristo.
Sem Ele nada sou.

O livro que estou disponibilizando gratuitamente aos amados irmãos por e-mail, é sobre este estudo que postei aqui no blog.
é uma apostila completa com todo o conteúdo postado aqui.

Que Deus continue abençoando a todos ricamente.

Um abração a todos!

Hieger Freitas disse...

Pr. Que tremendo...
Preciso de sua ajuda em relação a essa verdade do artigo que li no seu blog sobre os dízimos

Meu nome é Hieger e tenho 23 anos, moro em Brasília !!

Você pode me mandar o e-book??
Me explica Tb como posso compartilhar isso com os outros sem causar transtorno, rsrs


Hieger Freitas
hieger@gmail.com

Pr. Isaque Pereira da Silva disse...

Querido irmão Hieger, estou te enviando o e-book por e-mail, que Deus continue te abençoando, ajude a divulgar este blog, todo precisam saber desta verdade.

Obrigado pela compreenção, fica com Deus

Pr. Isaque

Anônimo disse...

irmão o que me deixa triste é que os maiores assaltos é feito nos pulpito das cogregações .veja bem .eu congrego na assembleia de deus .o pastor disse que tem 4 demonio que só se espulsa com dizimo.isso não é um assalto?é como se colocassem um revolve no peito do camarada e forsace a dizimar.é ou não é?

Pr. Isaque Pereira da Silva disse...

Querido irmão,
A Paz do Senhor!
Obrigado pela sua opinião,
Realmente fico triste com muitas coisas acontecendo. O que persebi durante meu estudo, (pesquisa, entrevista, etc...), foi que muitos irmãos pastores, realmente não sabem o que dizem, aprenderam errado, ensinam errados e assim vai acontecendo, até que venham ao conhecimento da verdade.

Por esse motivo é muito importante que me ajudem na divulgação deste estudo.

Um abraço!

Anônimo disse...

pastor isaque, você mesmo disse que toda honra e que toda qloria é de Deus então porque todo esse seu aparecimento em cima deste artigo que pra mim não tem nada de revelador, pois se os que seguem a cristo realmente lessem a biblia saberiam a verdade. e me desculpe pois você anda se engrandecendo demais colocou sua foto seu titulo de PASTOR ISAQUE DA IGREJA TAL MINISTERIO TAL .se é tudo verdade porque ainda esta embaixo do dizimo porque sei que ainda pega dizimo em sua igreja!!!

Pr. Isaque Pereira da Silva disse...

Querido amigo anônimo, fiz questão de colocar minha foto e o nome de minha igreja, por que não tenho do que me esconder.
Se não colocasse os leitores iriam me comparar aos demais que não tem coragem de se identificar.
Coloquei meu nome, foto, ministério exatamente para que as pessoas saibam quem escreveu, não tenho do que me envergonhar ou me esconder.
Embora tivesse consciência da oposição.
Foi somente pensando nisso.
Deus sabe o quanto isto é difícil para mim, todos os que leem e os que me conhecem sabe que não busco me aparecer como vc supõe.
Todo o texto que vc não teve a ousadia de ler por completo, com a Bíblia ao lado, confirma isso.
Conheço muito bem esta glória humana que vc supões, pra mím é miséria enfeitada, veneno secreto, praga oculta, executora do engano, mãe da hipocrisia, progenitora da inveja, o primeiro dos defeitos, ofensora da santidade e aquela que cega os corações, transformando medicamentos em doenças e remédios em males.

Respeito sua opinião só não entendo que tipo de glória estou buscando em me identificar.
Coloquei esse estudo aqui para que TODOS, possam ler e conhecer esta verdade.
A verdade é indiscutível. O pânico pode ressentir-se dela; a ignorância pode menosprezá-la; a malícia pode distorcê-la; mas ela continua inabalável.
Podem surgir notícias de que a verdade está doente, mas nunca de que ela morreu.

Quanto a revelação, não será o texto em si, mas a Palavra de Deus para aqueles que tem o Espírito Santo, quando buscarem.

Um abraço, da próxima vez, com todo respeito, busque argumentos na Palavra de Deus, que então terei o prazer de podermos dialogar, ainda que continue no anomimato.

Anônimo disse...

caro pastor isaque me chamo carlos eduardo, mora em são lourenço da serra, vim conhecer seu artigo através de um membro da tua igreja até porque no entanto não lhe conheço. e só quero deixar claro que não quero ofender você. só apenas expressei a minha opinião q você mesmo nos dá esse direito, não é mesmo? mas quero dizer outra coisa eu repudio esse tipo de coisas como :artigos; livros; cds, dvs de pregação.sabe porque? porque VCS PASTORES querem resumir a biblia em suas proprias palavras as comparandos com coisa mundana. e foge da verdadeira palavra que é somente a biblia. e outra coisa como vc me pode afirmar q esse seu artigo pode mudar a vida de alguem por acaso vc é mais poderoso q deus? q eu saiba é'' conheceiras a verdade de cristo'' e averdade vos libertará e não verdade sobre antigo testamento. comece a pregar o evangelho de cristo e não velho testamento. obrigado!

Pr. Isaque Pereira da Silva disse...

ESTE ESPAÇO É PARA DIALOGARMOS COM IDÉIAS ÚTEIS QUE POSSAM AJUDAR OS LEITORES A REFLETIREM SOBRE A VERDADE DA PALAVRA DE DEUS, E NÃO PARA ACUSAÇÕES OU DIFAMAÇÕES A QUEM QUER SE SEJA.

QUALQUER COMENTÁRIO NESTE SENTIDO SERÁ EXCLUÍDO!

VAMOS APROVEITAR PARA FORTALECER NOSSO CONHECIMENTO E CRESCERMOS NA GRAÇA DE CRISTO OUVINDO OPINIÕES QUE EDIFICAM.

OBRIGADO PELA COMPREENÇÃO!

Pr. Isaque Pereira da Silva disse...

Carlos Eduardo, vc tem o direito de dizer o que pensa, como vc mesmo disse não me conhece, e pelo que percebo pelas suas conclusões nem ao menos leu o artigo.

procure ler com atenção, eu tb repudio o comércio com a Palavra de Deus, pelo artigo vc perceberá que não estou pregando o velho testamento, e estou fazendo exatamente o contrário.

suas conclusões foram exatemente ao contrário do que postei aqui.

Este artigo não tem e nunca terá poder para mudar a vida de alguém, o que muda e continuará mudando vidas será a Palavra de Deus que estou expondo neste estudo sugerindo sempre que seja conferido na Bíblia sagrada.

Quem fizer o que sugiro no estudo, buscando a verdade com a Palavra de Deus, terá a vida mudada pela Graça que Cristo nos oferece gratuitamente.

Traga aqui argumentos bíblicos para confirmar sua opinião, e procure entender o texto antes de expor suas idéias.

Um abraço!

Marcelo disse...

Paz do Senhor Pr. Izaque, muito obrigado por ter comentado meu blog, gostaria de falar que estou lendo seu estudo, estou gostando muito, fica com Deus e desejos tudo de bom em sua vida.http://macelocarvalho.blogspot.com/

Calebe Luchesi disse...

Parabens querido e amado irmão... Deus te escolheu para revelar a verdade... fique na graça de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Anônimo disse...

interessante o estudo sobre dizimos.sempre pensei assim..mas é complicado falar sobre isso,pois ja foi colocado de uma maneira como obrigação...só achei um pouco estranho um pastor assembleiano publicar...mas esta por dentro da palavra.

pazzz

sandro oliveira

GERUSA SAMPAIO disse...

PARABÉNS PASTOR QUERIDO QUE DEUS CONTINUE TE ILUMINANDO,E GANHANDO VIDAS P JESUS,EU MESMA JAMAIS ESQUECEREI Q NO PIOR MOMENTO DA MINHA VIDA,FOI VC QUE INPIRADO POR DEUS MIM AJUDOU, DEUS TEM MUITO ORGULHO DE VC.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Amigo.

Cheguei aqui via UBE Blogs.

Acho o assunto dízimo bastante interessante.

O assunto dízimo é extremamente importante e é com a consciência dessa importância que deve ser tratado.

A minha visão sobre dízimo é um pouco diferente da sua:

1º - o dízimo foi instituíto antes da promulgação da Lei de Moisés, cerca de 400 anos antes. Portanto, não existe base exegética para afirmar que seja ato ligado ao legalismo mosaico.

2º - o dízimo é diferente dos atos da lei, como sacrificar animais, guardar o sábado, circuncisão. Por quê? Porque estas e outras práticas, são condenadas e ordenadas aos cristãos que não as praticasse. Mas quanto ao dízimo não há ordenanda neotestamentária dizendo que é pecado entregar 10% nas igrejas.

3º - acredito que o cristão deve seguir o exemplo de Abraão, ele entregou os dízimos ao sacerdote Melquisedeque, que é apresentado no Salmo 110.4 e em Hebreus, capítulos 5 ao 7, como um tipo de Jesus Cristo.

Abraão entregou o dízimo com liberalidade e alegria (Gênesis 14). Ninguém poderá dizer que o ato dele, e depois de Jacó também (Gênesis 28.12) sejam atos ligados à Lei, pois a Lei não existia.

4º - Não concordo com líderes cristãos que pregam que o dízimo é garantia de salvação baseando-se pregações do trecho bíblico de Malaquias 3.8-10. Discordo porque o texto é dirigido aos levitas. A minha bases exegéticas são as figuras de Abraão, Jacó e Mequisedeque pela perspetiva em que Jesus e os apostolos comentaram sobre eles.

Abraço.

Rádio Pentecostal disse...

Seja bem-vindo ao UBE. Gostaria de ser seu amigo.Pode acompanhar as minhas notícias e se tornar membro do meu blog no:
http://radiopentecostal.blogspot.com/

Qualquer coisa estamos por aí.

Marivan.

Antonio Batalha disse...

Visitei seu blog, e dou-lhe os parabéns. Gostava que fizesse parte dos meus amigos na Verdade Que Liberta, se seguir meu blog siga de forma a que eu possa seguir também o seu blog. Desejo para si e para seus familiares um Ano-Novo cheio de saúde e união na graça de Jesus. Um abraço.

Ozias Vaz disse...

A paz do SENHOR pastor.Gostaria também de fazer meu comentario sobre este assunto,que traz muitas divergências e duvidas com a nossa consciênçia preocupada.O proprio JESUS nos deu exemplo para pagarmos o tributo.Mateus17 ver.24 ao 27(mas para que não escandalizemos,vai ao mar,lança o anzol,tira o primeiro peixe que subir,e,abrindo-lhe a boca,encontrarás um estáter;toma-o,e dá-o por mim e por ti)que exemplo que Jesus nos deu!O que aconteçe que o dizimo teria que ser bem administrado,porém a ganançia,já se infiltrou nos templos de hoje.Outro ponto que não concordo,é com a opinião de um outro irmão,comentando a respeito,do velho testamento comentando que não tem mais importânçia.Então me respondam quem são as duas testemunhas do criador,pelo oque eu lí na palavra tem que ser o velho e o novo testamento,que um sem o outro não tem valor nenhum.No tempo de JESUS,descutia-se muito sobre a lei,pois JESUS obedeçia a lei,que não era mais a lei cerimonial onde se matavão animais,como oferendas a DEUS,porém JESUS cumpria lei moral.Como não dar valor ao velho testamento,se até JESUS o cumpria?Que podera me dizer que JESUS ìa as domingos no templo orar?Sómente no sábado,Lucas 16 ver.17(É mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei).Que me perdom os irmãos em Cristo,porém estas são as minhas opiniões extraida da palavra fiquem com o SENHOR JESUS.

Ozias Vaz disse...

A paz do SENHOR pastor.Gostaria também de fazer meu comentario sobre este assunto,que traz muitas divergências e duvidas com a nossa consciênçia preocupada.O proprio JESUS nos deu exemplo para pagarmos o tributo.Mateus17 ver.24 ao 27(mas para que não escandalizemos,vai ao mar,lança o anzol,tira o primeiro peixe que subir,e,abrindo-lhe a boca,encontrarás um estáter;toma-o,e dá-o por mim e por ti)que exemplo que Jesus nos deu!O que aconteçe que o dizimo teria que ser bem administrado,porém a ganançia,já se infiltrou nos templos de hoje.Outro ponto que não concordo,é com a opinião de um outro irmão,comentando a respeito,do velho testamento comentando que não tem mais importânçia.Então me respondam quem são as duas testemunhas do criador,pelo oque eu lí na palavra tem que ser o velho e o novo testamento,que um sem o outro não tem valor nenhum.No tempo de JESUS,descutia-se muito sobre a lei,pois JESUS obedeçia a lei,que não era mais a lei cerimonial onde se matavão animais,como oferendas a DEUS,porém JESUS cumpria lei moral.Como não dar valor ao velho testamento,se até JESUS o cumpria?Que podera me dizer que JESUS ìa as domingos no templo orar?Sómente no sábado,Lucas 16 ver.17(É mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei).Que me perdom os irmãos em Cristo,porém estas são as minhas opiniões extraida da palavra fiquem com o SENHOR JESUS.

Tadeu disse...

Tambem concordo e digo que a unica oferta que chega a Deus e o esforco que fazemos em tentar conhece-Lo atraves de Cristo e Suas Palavras.
Esse esforco nao e pequeno, muito menos facil, mas o unico desejo que Deus almeja e a nossa evolucao como seres humanos, e essa e a maior oferta que podemos dar ao nosso Criador que anseia por filhos, mas os homens insistem em continuar sendo filhos do homem eternamente.
Se fizermos exatamente o que Cristo nos disse e somente isso, sem nada acrescentarmos e nem tirarmos, como foi advertido em Apocalipse, entao estaremos de fato e de verdade fazendo a unica oferta de que Deus se agrada, o resto e lixo e perda de tempo.

António Jesus Batalha disse...

Irmão Isaque, seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, Sou Antonio Batalha, portugues, e deixo-lhe um convite, se desejar fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo. Claro que de seguida irei retribuir seguindo também seu blog. Obrigado e tudo de bom.

Anônimo disse...

Ótimo estudo, eu antes de entender melhor sobre o dízimo, vivia uma vida de aflição, pois quando não tinha o referido dinheiro, aquilo me perturbava bastante, principalmente quando o suposto pastor dizia que quem não dava o dízimo roubava a DEUS, e em seguida perguntava: e quem rouba é o que?? já não participo mais dessa prática anti cristã, JESUS já me libertou do fardo pesado, e agora vivo em paz com DEUS.

Roger disse...

Olá Amado,

Eu gostaria de saber quais as bibliografias que você utilizou pra chegar a essa conclusão acerca do dízimo? O irmão dá oferta na igreja?

Fico no aguardo...

António Jesus Batalha disse...

Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
António Jesus Batalha.

Unknown disse...

Bom Dia... concondo !!! Esse pondo de vista do blogue é bíblico , o que me deixa triste é ver meu Jesus Sendo negociado tão barato , e trantando a palavra de Deus como um mercantil , só leva o que agrada, só quer usa o que convém , querem o dízimo mais não querem , fazer sacrifício , nem guardar o sábado , nem a sircuncizao , nem tão pouco matar homossexuais como manda a lei ou matar filho desobediente, isso ninguém quer , Todos quando se justificá pela obras da lei estão debaixo de maldição , galatas 3:10 .
Muito bom pastor isaque .

Ronald Pinheiro disse...

Bom Dia... concondo !!! Esse pondo de vista do blogue é bíblico , o que me deixa triste é ver meu Jesus Sendo negociado tão barato , e trantando a palavra de Deus como um mercantil , só leva o que agrada, só quer usa o que convém , querem o dízimo mais não querem , fazer sacrifício , nem guardar o sábado , nem a sircuncizao , nem tão pouco matar homossexuais como manda a lei ou matar filho desobediente, isso ninguém quer , Todos quando se justificá pela obras da lei estão debaixo de maldição , galatas 3:10 .
Muito bom pastor isaque .

Gerson disse...

Bom dia Pr. Isaque Pereira da Silva

Gostaria de receber o Ebook - A verdade sobre o Dízimo. Não tenho palavras para descrever este importante estudo, pois sua dimensão reflete suas últimas palavras "LIBERDADE".

Que Deus continue abençoando a sua vida tremendamente, pois CORAGEM em um sistema minado e manipulado é para poucos.

É fácil entendermos, agora, porque somos um país com inúmeros CRENTES e altamente corrupto. Alguma coisa está errada, falta de um ensinamento Bíblico sem manipulações e constante.

Esta obra seria adequada para publicação de um livro, desta forma atingiria uma gama maior de pessoas.

Muito obrigado por tudo !!!

Provérbios 8:11

Porque melhor é a sabedoria do que os rubis; e tudo o que mais se deseja não se pode comparar com ela.